Ultimas Notícias

Belford Roxo quer criar parque municipal com corredor verde  

A revitalização da Fazenda do Brejo, uma construção de 1815, localizada atrás da Faculdade Uniabeu, no centro, pode revolucionar a cidade de Belford Roxo. Aberta à discussão pública, a elaboração do projeto ganhou opiniões, palpites e está em fase de desafio, ou seja: a criação do parque municipal e de um corredor verde, ligando a Fazenda do Brejo até  à  Fazenda Boa Esperança, localizada a cerca de dois quilômetros. No último final de semana, o secretário de Meio Ambiente, Flávio Gonçalves, reuniu vários secretários municipais  e representantes da sociedade civil, numa segunda audiência  pública, na Câmara de Vereadores, quando discutiram os aspectos jurídicos do projeto.
Especialista em Meio Ambiente, o advogado Francisco Carreira explicou que o primeiro passo é o tombamento de todo patrimônio, com objetivo de preservar o valor histórico, cultural, arquitetônico e ambiental para que não sejam descaracterizados e destruídos. “Estamos atualizando um projeto de lei equiparando aos que existem nas cidades de Vitória e Curitiba, pesquisados pelo grupo”, informou.
“O que parecia utopia criou força e caminha para execução. O projeto é de todos, é do município e vai deixar legado”, disse Flávio Gonçalves. Segundo ele, a intenção é que o parque municipal seja uma unidade de conservação de uso sustentável, valorizando e protegendo o meio ambiente e ainda proprocionando lazer, turismo e cultura aos visitantes. O secretário informou que  está prevista a construção de um museu, um anfiteatro, um lago artificial e arvorismo (passeios em trilhas previamente instaladas em árvores).
Representando o prefeito Wagner Carneiro, o Waguinho, a secretária de Assistência Social e primeira-dama, Daniela Carneiro, salientou que o município “viveu anos de descaso”. Daniela frisou que o prefeito é “um homem audacioso e justo”, empenhado na “construção de um novo tempo em Belford Roxo”. Entusiasmada com o projeto, a primeira-dama afirmou que nos próximos anos o município será referência na Baixada Fluminense. “A cidade terá visibilidade e a revitalização da Fazenda do Brejo será um de nossos orgulhos. Não vamos mais precisar ir à Quinta da Boa Vista”, disse. “Esse projeto é um sonho antigo, que precisa da ajuda de todos para tornamos viável”, destacou o secretário de Articulação Política, Algacir Moulin, que conduziu o encontro.
Integrante do Instituto de Arqueologia de Belford Roxo, professora Jandira Neto disse que a instituição está na cidade há 52 anos e que nunca tinha recebido um convite para participar de qualquer atividade da prefeitura. “Estamos honrados em fazer parte desse grupo e ter a oportunidade de poder contribuir com parceria e trabalho. Queremos somar”, assegurou ela que estava em companhia do professor Odemar Dias, diretor-presidente do instituto.
Professores, estudantes e representantes de várias entidades lotaram o plenário da Câmara Municipal. Entre os presentes estavam: advogado, Fernando Magalhães (subprocurador municipal), Wilson de Araújo (secretário Municipal da Pessoa Com Deficiência), José Valter Dias, o Valtinho (secretário Municipal de Turismo), Jorge Soares Braga (secretário Municipal de Desenvolvimento Sustentável), Bruno Nunes (secretário Municipal de Cultura).

Check Also

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *