Equipes de Belford Roxo participam da Taça das Favelas

O município de Belford Roxo está sendo bem representado no torneio Taça das Favelas 2018. Os dois times, um de Shangrilá Rosa e o outro do Parque São Vicente, contam com o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer da Prefeitura. Organizada pela Central Única das Favelas (CUFA), a competição visa contribuir na promoção da inclusão social, além de dar oportunidade aos jovens talentos de brilharem, irem em busca do sonho de se tornar jogador profissional e proporcionar novas experiências educacionais e culturais. Fora do campo, a CUFA oferece workshops e palestras durante o torneio.

De acordo com o secretário de Esporte e Lazer, Celso Miranda, o esporte é importante no processo de formação dos jovens. “Estamos seguindo as orientações do prefeito Waguinho de fomentar o esporte e lazer em nossa cidade. Ficamos felizes em apoiar os times que estão representando nosso município. Vejo uma garra nos professores que treinam os jogadores, pois eles têm a vontade de passar uma perspectiva diferente pelo esporte de que os sonhos podem ser alcançados através do esforço e trabalho duro”, disse o secretário.

Segundo o secretário executivo da pasta, Maurício Fidelis, a Taça das Favelas é uma excelente oportunidade para esses meninos oriundos de comunidades vivenciar um pouco do universo do futebol. “Quando falamos desses jovens, estamos tratando de sonhos, de mudanças e de um horizonte que foge ao da realidade deles. Isso abre uma brecha para que os professores possam trabalhar outros valores, como sua  profissionalização ou não no futebol. A competição é uma ferramenta de resgate e transformação social”, falou Maurício.

Esporte como foco de um sonho

O time do Parque São Vicente é coordenado pela professora de Educação Física Ester Costa, que conseguiu o apoio do vereador Antonio Luiz Tayano Dias, o Tayano. “Em nossa cidade, estamos focando na Taça das Favelas para tirar esses jovens das ruas e usar o esporte como foco de realização de um sonho. O torneio ajuda psicologicamente e aumenta a autoestima que foi abalada pelos problemas de seu cotidiano”, disse a professora que informou ainda que muitos olheiros assistem os jogos do torneio e descobrem novos talentos.

A presidente do Clube Nova Geração, Graça Pires, do bairro Shangrilá Rosa, reuniu os meninos com os professores da Vila Olímpica João Diogo e Marcelo Bonfim para a preparação do time que representa o bairro. “É muito importante ver nossos meninos competindo. Para mim, eles já são campeões”, disse Graça. A equipe de Shangrilá Rosa folga nesta rodada e a equipe do Parque São Vicente enfrenta o Fumacê, às 9h, no Campo do Realengo, neste sábado (3).

Veja também

Artesãos de Belford Roxo são beneficiados pelo Programa de Artesanato do Estado

Nos próximos dias 22 e 23, os artesãos de Belford Roxo vão poder se cadastrar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *