Professores de Educação Física fazem treinamento para socorrer alunos

Professores de Educação Física da Rede Municipal de Belford Roxo estiveram reunidos, nesta manhã (12) no treinamento sobre Suporte Básico de Vida, promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). O evento aconteceu no auditório do Ciep Municipalizado Constantino Reis, no bairro São Bernardo das 9h às 16h, em parceria com o Conselho Regional de Educação Física da 1ª Região/RJ. A aula foi ministrada pelo professor de Educação Física Fábio de Azevedo, baseada na Lei Estadual nº 7696/2017, que rege a obrigatoriedade de capacitação de profissionais e instituições com atividades físicas, para atendimento de emergência durante a realização das práticas esportivas.

A professora de Educação Física, Maria Inês Canário, da Divisão de Ensino Fundamental da Semed disse que Belford Roxo é o segundo município da Baixada Fluminense a preparar os educadores. “Antes esse tipo de formação acontecia para profissionais que atuam em academias. Vale por dois anos e sem dúvida, uma ótima oportunidade para se atualizar”, destacou. Para o prefeito Wagner Carneiro, o Waguinho, além de importantes, cursos de atualização de professores são necessários na formação dos alunos. “Valorizo demais essa prática, principalmente se tratando de primeiros socorros”, afirmou o prefeito.

SOCORRO RÁPIDO

 

Socorrista desde 2009, Conselheiro da Cruz Vermelha do Estado do Rio de Janeiro e voluntário em Educação Física Hospitalar, o professor Fábio de Azevedo, assegurou aos professores da rede municipal que saber identificar o problema é prioridade para um procedimento correto. “As vezes o professor fica diante de um aluno acidentado e não sabe como proceder. Tem que prestar o primeiro socorro e chamar, imediatamente, o serviço especializado, através do telefone 192”, relatou Fábio encenando, em seguida, o socorro à uma vítima com parada cardiorrespiratória por mal súbito compartilhada com os professores.

Com 10 anos de profissão, o professor Regis Ferreira, que trabalha com alunos do 4º ao 7º anos do Ensino Fundamental, contou que em 2015 se envolveu num acidente, quando apitava uma partida de futebol entre alunos de um colégio da rede municipal. “Sem querer, ele bateu com o cotovelo no meu nariz. Naquela ocasião, ninguém no colégio entendia nada de primeiros socorros. Fui para casa e meu nariz começou a inchar. Resultado: nariz quebrado e um tímpano perfurado. Principalmente nos jogos os alunos acabam se machucando. Vejo o treinamento como algo muito importante para o nosso dia a dia”.

Os professores Ricardo Alves, Mário Jorge, Almir de Souza e Marcelo Caramuru Cabral, com mais de 30 anos de profissão, se consideram, “os veteranos” da rede municipal. “Aprender nunca é demais”, garante Almir com aval dos colegas. Por motivos diferentes, todos já tiveram que socorrer um aluno. “A atualização é importante, já que os procedimentos que aprendemos nas aulas da faculdade já não são os mesmos”, disse Ricardo, formado desde 1986. Mário Jorge que trabalha com a Educação de Jovens e Adultos (EJA), sugeriu a aquisição de material básico de primeiros socorros nas escolas. “Se estamos nos reciclando para socorrer é importante que tenhamos o mínimo necessário para praticar. Vamos pensar nisso também”.

Veja também

Belford Roxo conta com Ensino de Jovens e Adultos

Nunca é tarde para voltar a estudar. E para ajudar aqueles que não tiveram a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *