Ouvidoria Geral de Belford Roxo concorre na final de concurso da CGU

A Ouvidoria Geral de Belford Roxo está concorrendo na final do II Concurso de Boas Práticas da Rede de Ouvidorias, realizado pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), por meio da Ouvidoria Geral da União (OGU), na categoria “Estratégias inovadoras para engajamento da sociedade civil junto às Ouvidorias”, com o atendimento de Libras para surdos e mudos. O evento tem como objetivo estimular, reconhecer e premiar iniciativas desenvolvidas pelas ouvidorias públicas em todo o país, de todos os níveis de federação, que promovam o aprimoramento do controle social, a ampliação dos espaços e canais de participação social na gestão e a melhoria na prestação de serviços públicos. A Ouvidoria Geral de Belford Roxo já realizou mais de 15.000 atendimentos desde o início do ano de 2017.

Segundo o ouvidor geral, Igo Menezes, essa é uma proposta interessante para levar às outras ouvidorias. “Hoje, mesmo com as itinerantes e os atendimentos na sede, ainda nos deparamos com uma minoria que não conseguia ser ouvida. A ideia é atender a todos os segmentos da população, implicando com a inclusão social. Hoje, temos uma intérprete experiente e outra que ainda está aprendendo, mas, o intuito é treinar mais ouvidores para o atendimento desse público”, informou. Igo ainda ressaltou a importância em estar na final de um concurso de nível nacional. “Só por estar participando já valoriza o trabalho dos nossos funcionários que se dedicam diariamente. Além do que, nossa ouvidoria é muito nova ainda, e isso mostra que estamos no caminho certo”, concluiu.

A representante da CGU, Maria Cláudia, visitou a sede da ouvidoria em Belford Roxo para averiguar a veracidade das informações fornecidas da proposta e coletar mais dados. “As práticas estão sendo avaliadas por critérios como custo-benefício, criatividade e inovação, entre outros. Assim que são coletados todos os dados, enviamos para Brasília onde é realizado o julgamento final e escolhidos os vencedores de cada categoria até o final desse ano. A premiação acontece no início do ano que vem”, informou.

Atendimentos

A intérprete experiente que integra a equipe de ouvidores de Belford Roxo, Jennifer Monique de Andrade, está passando toda sua técnica para, a também ouvidora, Zayra Lisboa, de 19 anos. “A Jennifer aprendeu a Linguagem Brasileira de Sinais na igreja, onde traduzia para libras os sermões do padre. Hoje, estou aprendendo com ela e já consigo realizar atendimentos e tirar dúvidas da população desse segmento, tanto nas itinerantes como na sede”, ressaltou Zayra.

As principais demandas da Ouvidoria são de iluminação e saneamento básico. As solicitações são encaminhadas aos órgãos competentes, que tem 15 dias para dar uma resposta. A sede de ouvidoria fica na Avenida Floripes Rocha, 378, sobreloja, sala 4, Centro, e realiza atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Outros canais de atendimento são os telefones: 08005803120 e 27581944, whatsapp: 969863298, facebook: /OuvidoriaGeralBelfordRoxo e e-mail: ouvidoria@prefeituradebelfordroxo.rj.gov.br.

Veja também

Danilo Caymmi interpreta seus sucessos na Casa da Cultura de Belford Roxo

Bahia cantada em verso e prosa. Assim foi marcada a segunda-feira do público na Casa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support